FarFarOut o objeto mais distante já observado no Sistema Solar

Impressão artística do FarFarOut. 
Créditos: NOIRLab / NSF / AURA / J. Da Silva

Astrônomos confirmaram que o objeto apelidado de “Farfarout” e está quase quatro vezes mais distante do Sol do que Plutão, é o objeto mais distante já observado no Sistema Solar, até agora.

Farfarout foi detectado pela primeira vez em janeiro de 2018 pelo Telescópio Subaru localizado em Maunakea, no Havaí. A equipe que o descobriu sabia que ele estava muito longe, mas não tinham certeza de quão longe, para isso eles precisavam de mais observações. FarFarOut foi estudado e caracterizado, e agora sabemos muito mais sobre ele e sua órbita.

distâncias
Créditos: Roberto Molar Candanosa, Scott S. Sheppard / CIS e Brooks Bays / UH

FarFarOut está localizado a uma distância de cerca de 132 unidades astronômicas (ua) do Sol, 1 unidade astronômica é a distância entre a Terra e o Sol – que é de aproximadamente 150 milhões de km. Para efeito de comparação, nosso querido planeta anão Plutão está a cerca de 39 ua do Sol.

Farfarout tem uma órbita muito alongada que o leva a cerca de 175 ua no seu ponto mais distante, e chega perto de 27 ua quando está perto do Sol, dentro da órbita de Netuno. Como sua órbita cruza a de Netuno, Farfarout pode fornecer informações sobre a história do Sistema Solar exterior.

Impressão artística do FarFarOut. 
Créditos: Roberto Molar Candanosa, Scott S. Sheppard / CIS e Brooks Bays / UH

A jornada de Farfarout ao redor do Sol leva cerca de mil anos, sempre cruzando a órbita do massivo planeta Netuno. Isso significa que Farfarout provavelmente experimentou fortes interações gravitacionais com Netuno ao longo do tempo, e é a razão pela qual tem uma órbita tão grande e alongada.

No entanto, FarFarOut ainda é muito misterioso. Por estar tão longe, é extremamente fraco e só foi observado nove vezes ao longo de dois anos.

Imagens da descoberta do FarFarOut obtidas em julho de 2018.
Créditos: Scott S. Sheppard / Carnegie Institution for Science

Com base em seu brilho e distância do Sol, a equipe estima seu tamanho em cerca de 400 km de diâmetro, colocando-o na extremidade de possivelmente ser designado como um planeta anão, ele pode nos ajudar a entender melhor os planetas do Sistema Solar exterior.

Mais observações terão que ser feitas para que os astrônomos possam estudar melhor o FarFarOut.

Um comentário sobre “FarFarOut o objeto mais distante já observado no Sistema Solar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s